"Dai-me cem pregadores que nada temam senão o pecado, e nada desejam senão a Deus, e não me importaria se fossem clérigos ou leigos. Com eles eu sacudiria as portas do inferno e estabeleceria o Reino de Deus na terra."


John Wesley

16 de fev de 2011

Banda Jó42 - Vídeo da Terça Louca “New Formation”

Cowboy assume frente da Jó42

A Banda Jó42 foi criada em dezembro de 2002, fruto do sonho de jovens de igrejas de Belo Horizonte, eles resolveram deixar de simplesmente abençoar as suas igrejas através do louvor mas espalhar aquilo que o Senhor Jesus fez na vida de cada um deles.

O ministério tem como objetivo principal levar a mensagem de Cristo através de um som envolvente e dançante não se esquecendo de adorar a Deus em tudo que fazem e por onde passam, criando uma interatividade com as pessoas que assistem a banda tocar.

"Loucos por Jesus", a Jó42 nos conta através das canções, suas experiências com Deus e o que o Senhor pode fazer em nossas vidas se realmente o colocarmos em primeiro lugar. Esses jovens que começaram de um simples sonho hoje podem dizer que as palavras de Deus têem se cumprido em suas vidas, nunca se esquecendo que a simplicidade toca o coração do Pai.

2011, após a saída de Vinícius Melo, Harlley Emmanuel, mais conhecido como Harlley Cowboy assume a grupo em grande estilo. O novo ano começou muito bem para a Jó42, o primeiro show de 2011 com a nova formação foi em Piúma-ES na 25º edição do "Jesus Sol da Minha Praia" e na última terça-feira (15/02/10) o grupo voltou com gás total a tocar nas Terças Loucas da Getsêmani e para quem não foi perdeu, realmente foi uma das melhores ministrações da banda já com sua nova formação. Depois de quase um mês sem tocar Jó42 voltou fazendo o que sabe fazer de melhor que é entregar uma adoração de excelência a Deus.

Vinícius Melo deixa banda Jó 42


Após quase uma década juntos, vocalista deixa grupo e segue carreira solo

O cantor e vocalista da banda Jó 42, deixou o grupo no dia 31 de dezembro de 2010 e continua servindo à Deus como pastor e cantor solo. Após um longo período de busca e oração, o grupo se reuniu com o pastor Jorge Linhares, da Igreja Batista Getsêmani, em Belo Horizonte (MG) e com o pastor Washington Dias (líder do ministério de louvor da Getsêmani) a qual todos os integrantes do grupo fazem parte.

Vinícius Melo, que além de vocalista do Jó 42, também é um dos pastores da mocidade na Igreja Batista Getsêmani, deixa o grupo para exercer suas atividades ministeriais como pastor e também segue em carreira solo. “Sem dúvidas construímos uma história linda com o Jó 42, vimos muitos jovens serem transformados, curados e aceitarem Jesus durante nossas ministrações. Eu e Harlley Cowboy somos fundadores do grupo. Tudo começou com um grande sonho e vimos passo a passo ele sendo realizado. Hoje, depois de quase 10 anos juntos como banda, saio sabendo que tenho grandes amigos, na verdade uma grande família, que esteve junta e que estará, independente do caminho que trilharmos ministerialmente. Todos estamos tranquilos e em paz porque temos convicção do que Deus tem para cada um de nós. A banda Jó 42 continua, e com meu apoio, afinal, fazemos parte do mesmo corpo, que é o Corpo de Cristo. Nós cinco continuamos nossos ministérios sob a autoridade do pastor Jorge Linhares e sob a cobertura da nossa igreja local, a Batista Getsêmani", afirma Vinicius Melo.

Sem qualquer trauma a banda Jó 42 segue cumprindo agenda normalmente em todo o Brasil transmitindo a alegria e unção de sempre. Para Vinícius Melo o mais importante em uma situação de transição como essa é a confiança em Deus que todos tiveram e a tranquilidade em iniciar essa nova fase. Os outros integrantes da banda estão neste mesmo sentimento, Harlley Cowboy, Thiago, Sanchez e Samuel Kblo. “Como o Vinícius disse, somos uma família, e continuaremos juntos independente de qualquer situação. Confiamos em Deus e sabemos que todas as coisas acontecem no tempo Dele, a banda continuará com os projetos para 2011, e grandes novidades virão por aí. Abençoamos nosso irmão, amigo e pastor Vinícius Melo. Sabemos que continuaremos juntos”, completa Harlley Cowboy.

Em um bate-papo descontraído e em clima de confraternização os cinco jovens da banda Jó 42 finalizam esta nova fase na certeza que é um novo tempo para ambos. “A todos que nos acompanham ao longo de todos esses anos e sabem que somos realmente ‘Loucos por Jesus’ agradecemos as orações e os convites. Oramos para que nesse novo tempo de Deus que está surgindo, possamos nos unir, para que o nome de Cristo seja engrandecido através dos nossos ministérios. Acreditamos que seremos dois ministérios que estarão preocupados em pregar as Boas Novas do Evangelho ao máximo de pessoas possíveis”, declara nota assinada pela banda Jó 42, Vinícius Melo e Igreja Batista Getsêmani.


Elisandra Amâncio
Jornalista e Assessora de Imprensa

Espírito Santo - Pr. Vinícius Melo

10 de fev de 2011

4 de fev de 2011

Big Brother Brasil, na visão de Luis Fernando Veríssimo


BIG BROTHER BRASIL

(Luis Fernando Veríssimo)

Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço...A décima primeira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil,... encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.


Dizem que em Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros... todos, na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterosexuais. O BBB é a realidade em busca do IBOPE...

Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB. Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.

Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo.

Eu gostaria de perguntar, se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.

Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis?

São esses nossos exemplos de heróis?

Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros: profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor, quase sempre mal remunerados..

Heróis, são milhares de brasileiros que sequer têm um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir e conseguem sobreviver a isso, todo santo dia.

Heróis, são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.

Heróis, são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada, meses atrás pela própria Rede Globo.

O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral.

E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!

Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.

Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social: moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros?

(Poderiam ser feitas mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores!)

Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.

Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós.. , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir.

Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construída nossa sociedade.
 
©2009 ** Por ADILINHA