"Dai-me cem pregadores que nada temam senão o pecado, e nada desejam senão a Deus, e não me importaria se fossem clérigos ou leigos. Com eles eu sacudiria as portas do inferno e estabeleceria o Reino de Deus na terra."


John Wesley

26 de abr de 2009

Como podemos identificar uma seita?



Para identificar uma seita é necessário conhecer quais são as suas doutrinas, o que ela ensina e quais os pontos dogmáticos. Depois, basta lembrar-se das quatro operações matemáticas. Pode parecer estranho, mas o modo mais fácil de identificar uma seita é usando a matemática.


Todos nós sabemos que na matemática existem quatro operações básicas, que são: adição, subtração, divisão e multiplicação. E são por estas operações que vamos identificar uma seita.


Neste Estudo, vamos estudar como as seitas usam a adição.


ADIÇÃO

soma é uma operação simples que adiciona alguns números para se chegar a um resultado.


Ex: 1+1 = 2


Muitas seitas também fazem o mesmo: adicionam alguma coisa para chegar a um resultado. Elas adicionam um livro, uma ação, um ritual, etc...


Algumas seitas adicionam algo para que a pessoa consiga a salvação (geralmente, “Boas Obras”) e afirmam que, sem elas, ninguém pode ser salvo. Até reconhecem que temos que aceitar Jesus, mas isto não é suficiente.


EX: Boas Obras + Aceitar Jesus = Salvação.


Então, adiciona-se algo para chegar a um resultado. Sabemos que a salvação é pela Graça, e não pelas boas obras. Para ser salvo devemos apenas aceitar Jesus como o nosso Salvador (João 3:16 / Apoc. 1:5), crer no sacrifício vicário de Cristo e crer que o sangue de Jesus nos purifica de todo pecado.


Não nos purificamos pelas boas obras, mas pelo sangue de Cristo. Então não se podem adicionar as boas obras para conseguir a salvação. Por mais que ela seja um resultado do nosso relacionamento com Cristo, não podemos dizer que sem elas não podemos ser salvos.


Outro exemplo claro é que alguns cristãos adicionam o Batismo para alguém ser salvo. Se a pessoa não se batizar, para alguns cristãos, ela não é salva. Isto não é verdade (veremos alguns desses assuntos durante os nossos estudos).


Vamos ver como esta adição acontece nas seitas: As seitas adicionam algo à Bíblia.


Sabemos que a Bíblia é a palavra de Deus. Ela é suficiente para levar o homem ao conhecimento da verdade, para corrigi-lo dos seus erros e para ensiná-lo o caminho para a salvação.


II Timóteo 3:16-17 – “Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra.”


Jesus deu crédito às Escrituras Sagradas. Ele citava as Escrituras e venceu o diabo dizendo “Está Escrito...” e disse ainda que elas dão testemunhos dEle.


João 5:39-40 – “Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de mim; mas não quereis vir a mim para terdes vida.”


Existem diversos textos que demonstram que a bíblia é suficiente para levar o ser humano à salvação – Jesus. Confira: O Salmista deixou registrado que ela é luz para os nossos caminhos:


Salmos 119:105 – “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho”.


Entretanto, muitas seitas adicionam algo à Bíblia para que ela venha a ter valor, mesmo dizendo que acreditam e crêem na Bíblia.


ADVENTISMO – Livros de Ellen White + Bíblia
O Adventismo do Sétimo Dia adiciona os livros de Ellen White para os seus adeptos. Eles acreditam e declaram que os seus livros são inspirados como os livros bíblicos e que têm mesma autoridade que os livros da Bíblia.

Veja - Revista Adventista, Fevereiro, 1984, p.37: “Cremos que Ellen White foi inspirada pelo Espírito Santo, e seus escritos, o produto dessa inspiração, têm aplicação e autoridade especial para os adventistas do sétimo dia. Negamos que a qualidade ou grau de inspiração dos inscritos de Ellen White sejam diferentes dos encontrados nas Escrituras Sagradas”.
Adicionar os livros da profetisa à Bíblia é uma característica de uma seita.

TESTEMUNHA DE JEOVÁ (TJs) – Obras + Fé em Jeová + Corpo governante

Para os TJs, não basta crer em Jesus. Para eles, é necessário ter mais fé em Jeová, realizar as boas obras e estar dentro das testemunhas de Jeová, porque crêem que sem estar inserido neles, não existe salvação.

MÓRMONS – Salvação = Batismo + crença em Jesus + Observância das leis

Para os mórmons, a salvação é um conjunto de situações. Não basta só crer em Jesus, mas também ser batizado, observar as leis e receber o consentimento do líder – Joseph Smith (ninguém entrará no céu sem o consentimento dele).
Os mórmons ensinam também que existe possibilidade de salvar alguém que já morreu através do batismo substitutivo. Alguém pode ser batizado por outra pessoa, mesmo que esta pessoa já tenha falecido. O batismo se torna vicário e salva mesmo assim.
Sabemos que a salvação vem através do sacrifício vicário de Cristo, e não por batismo. O batismo é apenas um testemunho público e pessoal de que a pessoa aceitou Jesus Cristo como o seu Senhor e Salvador.
Como alguém que já morreu pode dar um testemunho de sua decisão pública?
A salvação é pessoal, ou seja, não existe nenhuma possibilidade de ser salvo se não for por decisão própria.

O batismo não salva ninguém, mas o sangue de Jesus, sim, purifica o homem do seu pecado.

João 3:16 – “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”
Para a salvação é necessário crer – e crer - é um ato pessoal e deve ser feito em vida.
Jesus é o caminho para a salvação, e não o batismo. Para chegar a Deus é necessário ter Jesus como o seu Senhor.

João 14:6 – “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”

Mateus 20:28 - “Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos”.

Apocalipse 1: 5 – “E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos
mortos e o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados.”

O sangue de Cristo nos purifica de todo pecado.

ESPIRITISMO – Salvação = Boas obras + Reencarnação

O espiritismo ensina que a purificação dos pecados vem por meio de boas obras. A Bíblia nos ensina que é por meio da Graça que somos salvos. Graça é um favor imerecido, um ato que foi nos dado sem merecer pelos nossos próprios méritos. Isto também é adicionar algo a salvação.
Romanos 3:23 – “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, ao qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça por ter ele na sua paciência, deixado de lado os delitos outrora cometidos; para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e também justificador daquele que tem fé em Jesus”.
EVANGELHOS DA BÍBLIA + Evangelhos segundo Allan Kardec.
Se a Palavra de Deus foi inspirada pelo Espírito Santo, os Evangelhos estão dentro desta inspiração e não precisamos de nenhum outro evangelho.
O espiritismo dá aos seus seguidores o evangelho segundo Allan Kardec. Mas sabemos que mesmo se um anjo descesse do céu e pregasse outro evangelho, ainda não seria o mesmo.
Gálatas, 1:8 - “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema.”
Espero que você tenha entendido como as seitas usam a adição. No nosso próximo estudo, saberemos como as seitas usam a subtração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
©2009 ** Por ADILINHA