"Dai-me cem pregadores que nada temam senão o pecado, e nada desejam senão a Deus, e não me importaria se fossem clérigos ou leigos. Com eles eu sacudiria as portas do inferno e estabeleceria o Reino de Deus na terra."


John Wesley

1 de mai de 2009

A feia que encantou a Grã-Bretanha.

Escocesa surpreende e alcança o sucesso ao participar de show de talentos
Estabanada para falar e andar, ela subiu ao palco metida em um vestido bege quadradão. E logo o público reparou na papada flácida, nas sobrancelhas de dois dedos, no cabelo sem corte. Quando revelou aos jurados ter 47 anos, provocou uma gargalhada coletiva – parecia ter, no mínimo, 15 anos a mais.
O que se esperava ver a seguir, quando a escocesa Susan Boyle começaria a cantar no programa de TV Britain’s Got Talent (uma mistura de show de calouros com o extinto Ídolos), da Grã-Bretanha, era um vexame cabal. Os três jurados, à frente do auditório, ainda mantinham o olhar de repulsa quando Susan entoou a primeira nota de I Dreamed a Dream, interpretada por Elaine Page no musical Les Misérables. Espanto geral: no terceiro verso, o público já aplaudia de pé.
Com uma voz poderosa e impostação perfeita, Susan – uma desempregada que mora com um gato e diz jamais ter sido beijada – comoveu a plateia e deixou o júri boquiaberto. A apresentação ocorreu no último dia 11 e, desde lá, vem rendendo repercussões dignas de fenômeno pop. Um dos vídeos que reproduzem a performance, no site YouTube, computava até sexta-feira mais de 19 milhões de acessos.
Enquanto a aparência de Susan remete à caricatura, o talento da mulher parece lapidado com minúcia. Ao se apresentar no programa de TV americano Today Show, na semana passada, Susan fez a apresentadora Kathie Lee Gifford cair no choro. Na quarta-feira ela cantou de sua casa, em um vilarejo na Escócia, para o tradicional Good Morning America, com audiência média de 5 milhões de espectadores. Mas o ápice veio com o recente convite de Oprah Winfrey para que Susan compareça a seu programa, um dos mais populares dos Estados Unidos.
– Foi uma semana realmente bastante agitada, eu não esperava esse tipo de reação. É estranho começar assim, mas gosto dessa atenção e poderia me acostumar a ela – disse a cantora em entrevista.
Para completar, Susan coleciona elogios de celebridades. O casal de atores Demi Moore e Ashton Kutcher se derreteu ao falar dela no site de relacionamentos Twitter. Após assistir à apresentação no Britain’s Got Talent – que pagará o equivalente a R$ 325,2 mil ao vencedor –, o galã escreveu que Susan “me fez ganhar a noite”. Demi replicou jurando que “ela me fez chorar”.
Criador e jurado do programa, Simon Cowell – um influente executivo da indústria fonográfica britânica –, acredita que um disco da escocesa alcançará o topo da lista dos mais vendidos nos Estados Unidos. Curiosamente, Cowell foi o mais debochado quando deparou com a figura de Susan antes da apresentação. Sobre o precipitado julgamento, ela ensina:
– Eu já esperava que as pessoas se mostrassem um pouco céticas, mas decidi vencê-las pelas beiradas. Eu nunca havia tido uma chance. Você precisa dar um passo de cada vez, e um dia vai conseguir.
Assista aqui:

Um comentário:

  1. A paz, Daniela. Sou pr. da Igreja Congregacional de São Mateus - ES e tive a ousadia de extrair um trecho de seu artigo sobre o ministério de John Wesley para comentar sobre a experiência de "cair no Espírito". Desculpe-me não ter pedido previamente uma autorização. Caso a irmã se importar, retrocedo retirando a citação. Mas, mesmo assim, antecipadamente agradeço e aguardo qualquer consideração que me possa fornecer.
    Pr. Paulo - www.iecsaomateus.wordpress.com

    ResponderExcluir

 
©2009 ** Por ADILINHA